посетить домаgadшнюt1ю ст875раницу посетить до7573машнюю страницу посети353ть домаdagшнююgda страницу посетить доgadgмашню26ю страницу посетить домаш4868нюю страницу посетить дом842ашнюю страницу посет6275ить домашнюю страницу посgdaетить домашнeq5юю страницу

_A Empresa

A Brazil Energy S.A. foi criada em 2000 como uma empresa de investimentos e participações com foco no setor de geração de energia elétrica.

_histórico

Em 2001, durante a crise energética brasileira, a Brazil Energy S.A. liderou a formação de um consórcio para a criação da Brasympe Energia S.A., com o objetivo de atender ao Programa de Energia Emergencial lançado pelo Governo Federal. A Brasympe foi a maior Produtora Independente de Energia (PIE) do programa, com capacidade total instalada de 368 MW distribuída entre seis usinas: quatro no Espírito Santo (140 MW), uma em Sergipe (60 MW) e outra em Alagoas (168 MW).

Em 2005, com o fim do contrato com a Companhia Brasileira de Energia Emergencial (CBEE), foi feita a desimobilização das Usinas Termelétricas (UTEs) e, por consequência, a venda dos equipamentos para o mercado norte-americano.

Em 2007, a Brasympe, adquiriu o controle da UTE Termocabo, uma termelétrica a óleo combustível com 48 MW de capacidade instalada, localizada no Estado de Pernambuco. No mesmo ano, a usina foi vencedora do leilão de energia promovido pela ANEEL, assinando um PPA (Power Purchase Agreement) pela venda de energia por 15 anos, iniciados em 2010. O sucesso da Brasympe solidificou a estrutura da Brazil Energy S.A., impulsionando-a para a prospecção de novos projetos com o objetivo de investir e participar mais ativamente no setor energético no Brasil e no exterior.

Em 2008, a Brazil Energy S.A. decidiu estender sua atuação a outras fontes de geração elétrica, criando duas novas companhias: a Brazil Biomass Energy S.A. (BBE), focada em geração por meio de biomassa, e a Brazil Hydropower S.A. (Brazil Hydro), focada em energia hídrica.

A BBE tem como foco investimentos em geração de calor e/ou eletricidade a biomassa no Brasil. Os segmentos de atuação da BBE subdividem-se em quatro grupos de acordo com o tipo de combustível e capacidade de geração de energia do empreendimento: planta de energia, planta de cogeração, recuperação de calor e planta de biogás.

Em 2009, a Brazil Energy S.A. iniciou estudos sobre geração eólica no Brasil. A entrada no setor foi concretizada em 2011 quando a empresa foi a maior vencedora do Leilão de Energia de Reserva (LER) promovido pela ANEEL, onde negociou 148,8 MW por 20 anos, com início de operação em 2014. Com o sucesso no LER, a Brazil Energy S.A. decidiu tomar as medidas necessárias para constituir a Brazil Wind S.A., empresa que terá o objetivo de operar/desenvolver projetos de geração de energia eólica.

_equipe

Para atingir seus objetivos, a Brazil Energy S.A. conta com um corpo próprio de executivos, com capacidade técnica e gerencial para implantar seu Plano de Negócios e monitorar os investimentos realizados pelas Companhias-Alvo. A Brazil Energy S.A. possui uma estrutura enxuta e competente, visando a supervisão estratégica de suas controladas, o desenvolvimento de novas linhas de negócios, a consolidação dos resultados de suas controladas e a prestação de todo o suporte necessário para que as mesmas possam atingir as metas aprovadas por seus respectivos Conselhos de Administração. Considerando que algumas controladas da Brazil Energy S.A. são empresas ainda em fase de start-up e com o objetivo de evitar a duplicação de custos, a Brazil Energy S.A. disponibiliza às mesmas um Centro de Compartilhamento de Infraestrutura, aí incluídas todas as atividades de natureza financeira/administrativa, tais como controladoria, contas a pagar, recursos humanos e tecnologia de informação, além das áreas jurídica, regulatória e de meio-ambiente.